> > > Presidência Grupo Ultra

Presidência Grupo Ultra

Presidência Grupo Ultra
A ausência de salas fechadas e de paredes convencionais contribuiu para a criação de um espaço totalmente envidraçado, aberto e integrado Foto/Imagem:Renato Stockler

O escritório de vidro

No prédio de mais de 70 anos, no Centro de São Paulo, a arquiteta Betty Birger realizou um projeto de retrofit nos andares da presidência e diretoria. Na reforma estrutural ficaram para trás não só os velhos materiais, revestimentos e o layout, mas a forma de os funcionários se relacionarem no escritório. Desde a primeira reunião com o presidente da empresa, ficou claro o interesse em quebrar vários paradigmas. O primeiro deles era a adoção da transparência máxima no ambiente de trabalho Betty Birger No lugar surgiu um ambiente onde a integração predomina. “Desde a primeira reunião com o presidente da empresa, ficou claro o interesse em quebrar vários paradigmas. O primeiro deles era a adoção da transparência máxima no ambiente de trabalho”, conta a profissional. A ausência de salas fechadas e de divisórias tradicionais levou à projeção de um espaço aberto, fluido e integrado visualmente. As únicas paredes internas encontram-se exclusivamente na lateral, próximas às mesas dos diretores. O resto é vidro, permitindo a permeabilidade visual. “É um reflexo do estilo da atual administração”, completa a arquiteta.

Design: layout livre

Sem recepção – há apenas a do térreo do edifício –, o acesso é feito por uma sala de espera aberta, sutilmente delimitada por paredes de brises translúcidos iluminados por LED. O ambiente multifuncional oferece poltronas confortáveis e também pode ser usado para reuniões informais. Os pilares existentes foram transformados em pórticos, emoldurando o acesso principal às salas. Incorporados à decoração, eles dão origem a nichos no corredor, usados para acomodar jardineiras de inox, e têm revestimentos ora na cor branca, ora de madeira carvalho americano.

A parte central do escritório apresenta um layout simétrico e abriga todas as secretárias do pavimento. Os móveis desenhados especialmente para este projeto, pelo escritório Betty Birger Arquitetura & Design, fogem da disposição tradicional, com mesas lado a lado. Em vez disso, cada funcionária está posicionada em direção contrária à outra. As mesas, desalinhadas entre si e com maior distanciamento, criam movimento no layout e proporcionam privacidade. O núcleo dispõe de flexibilidade no espaço projetado para, futuramente, acomodar mais ou menos pessoas, dependendo do aumento ou diminuição do quadro empresarial.

Presidência Grupo Ultra - O escritório de vidro
Os nichos no corredor acomodam jardineiras de inox com a função de resguardar o interior da sala de reunião envidraçada Foto: Renato Stockler

Nas laterais, próximas às janelas, ficam as salas de diretoria e presidência, com mobiliário personalizado para atender as necessidades do dia a dia. Betty revela: “Desenhamos mesas gotas que, mesmo sendo antigas, funcionam muito bem nessa estrutura. Para modernizá-las, investimos em um design maravilhoso”. O Grupo possui uma sala de reunião grande, inteiramente transparente, porém munida de telas solares com blackout. Acionadas na parte interna da sala, elas abaixam e, além de oferecerem a privacidade necessária, funcionam como tela para projeção.

Materiais acústicos

Os ambientes são muito marcados pela presença do vidro. E a diferenciação dos espaços acontece por meio dos acabamentos. Nas salas dos diretores, o piso com carpete modular e o forro modular proporcionam conforto acústico e privacidade. Na circulação, o piso de madeira e o forro colmeia com plataformas de gesso delimitam a locação das secretárias.

São materiais de qualidade, que favorecem a acústica e o conforto. Instalados para durar, são uma opção para toda a vida Betty Birger

Além da separação dos ambientes, a escolha pela madeira carvalho no piso de acesso justifica-se pela qualidade de manutenção. “São materiais de qualidade, que favorecem a acústica e o conforto. Instalados para durar, são uma opção para toda a vida”.

Eficiência energética

As plataformas de gesso flutuantes localizadas acima das mesas das secretárias acomodam luminárias lineares com LED e difusores embutidas. Nos outros pontos iluminados – forro colmeia e sala dos diretores – foram utilizados LEDs, que contribuem para a eficiência energética do espaço.

Para instalar o ar condicionado central, a arquiteta esbarrou em um obstáculo: o pé-direito baixo. “Só conseguimos um bom resultado porque rebaixamos o forro”, finaliza.

Escritório

Betty Birger Arquitetura & Design12 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2013
Área construída: 743

Tipo de obra:
Edifícios comerciais
Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo