> > > Picoworking

Picoworking

Picoworking
O escritório Estúdio Teçá transformou uma casa paulistana construída em 1940 para comportar toda a funcionalidade da empresa Picoworking Foto/Imagem:Ana Schad

Singela e funcional

O projeto arquitetônico da reforma do Picoworking, de autoria do escritório Estúdio Teçá, foi concebido com o ideal de fazer um espaço versátil, que comportasse estações de trabalho compartilhado, mas que pudesse, também, abrigar eventos variados.

Localizado no bairro de Pinheiros, em São Paulo, o imóvel é uma casa térrea, datada em 1940, escolhida com cuidado pelo cliente. A propriedade resistiu ao mercado imobiliário dos grandes edifícios residenciais: cercada por prédios altos e contemporâneos, a antiga edificação ajuda a contar a história arquitetônica da região.

“Nossa proposta foi baseada em uma intervenção criteriosa, que buscou conservar a volumetria e as infraestruturas hidráulicas, com demolições pontuais. Mas assumimos a necessidade de expressar o novo uso e, consequentemente, seu novo papel na vizinhança”, conta o arquiteto Ronielle Laurentino.

Organização do layout

A casa já tinha sofrido algumas alterações importantes, como a instalação de uma laje pré-fabricada e da cobertura com um telhado de fibrocimento.

Sua volumetria se caracteriza por uma estrutura principal e uma edícula, compondo, assim, duas alas. Na área frontal, havia um recuo generoso, enquanto uma de suas laterais era menor que a outra. A porta de acesso à casa ficava no centro de uma das laterais do volume principal e conduzia diretamente à sala de estar.

Uma vez dentro da casa, à esquerda ficavam os dormitórios e uma suíte com janela para a rua e, à direita, um grande banheiro e cozinha e sala de jantar integradas.

“Tivemos de alterar a entrada, deixando-a mais próxima à rua, e usar a proporção favorável da sala de estar, transformando-a na sala principal de trabalho compartilhado”, comenta Laurentino.

Com a entrada do Picoworking passada para a frente da edificação, o escritório criou uma recepção com um banheiro e, em seguida, uma sala privativa.

Picoworking - Singela e funcional
Toda a marcenaria também foi pensada pelo escritório, do balcão da recepção às mesas de trabalho Foto: Ana Schad

A edícula também mudou e agora conta com: uma sala privativa, sala de reunião para oito pessoas e um banheiro, que foi mantido. Um recuo frontal foi criado para ser uma pequena praça para uso semipúblico: trata-se de uma maneira de o coworking se inserir no contexto local, mostrando-se amigável com a vizinhança. O espaço também serve para eventos em geral, como feiras, coquetéis, festas, entre outros.

Foram inseridos, ainda, bancos de concreto, que ficam ao fundo, encostados na parede, e têm um pequeno rasgo que serve como floreira e dá continuidade ao jardim vertical.

Iluminação favorável

“Buscamos elementos que atendessem bem às funções e que trouxessem a estética necessária para o conjunto. Desenhamos, por exemplo, o caixilho de ferro, substituindo as janelas de madeira de ar bucólico”, relata.

Foram criadas, também, aberturas mais amplas, de modo a garantir maior conforto térmico e uma iluminação eficiente.

Na praça exterior de circulação privada, a iluminação também foi importante para dar o caráter desejado ao ambiente. Uma fresta na parte inferior abriga luminárias, colaborando assim para a iluminação noturna e constituindo um elemento essencial para a estética e sucesso funcional do espaço.

No estar próximo à cozinha, um designer foi convidado para criar uma luminária aranha em cobre, que agregou muito ao bem-estar e à percepção do ambiente.

Arquitetura funcional e singela

Toda a marcenaria do Picoworking também foi pensada pelo escritório, do balcão da recepção às mesas de trabalho. Os arquitetos prezaram pela beleza de um desenho limpo, funcional e de fácil execução.

“Pensamos na arquitetura como parte indissociável da marca”, observa Laurentino, finalizando: “O projeto foi liderado por nós, mas foi um trabalho em equipe. A qualidade individual e o envolvimento do cliente e da equipe de obra foram as chaves para uma arquitetura singela, mas que busca emocionar em sua simplicidade”.

Fornecedores desta obra

Impermeabilização

Weber Quartzolit

Escritório

Estúdio Teçá1 projeto(s)

Local: SP,Brasil
Início do projeto: 2015
Conclusão da obra: 2015
Área do terreno: 250
Área construída: 132

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo