> > > Danone - Early Life Nutrition

Danone - Early Life Nutrition

Danone - Early Life Nutrition
Integrada à natureza, a fábrica aposta em sombreamento e em brises-soleils para proporcionar eficiência energética aos edifícios e investe em espaços e soluções que priorizem o bem-estar dos funcionários Foto/Imagem:Leonardo Finotti

Para além de um projeto industrial

No Distrito Industrial de Poços de Caldas (MG), o grupo multinacional Danone, famoso por seus produtos lácteos, conta com duas fábricas. Uma delas é a Danone - Early Life Nutrition, destinada à produção de alimentos para nutrição infantil.

Os fechamentos foram feitos com painéis térmicos para proteger o produto e, com isso, o bloco não precisou ser climatizado Luis Capote

Como projeto arquitetônico assinado pelo escritório LoebCapote Arquitetura e Urbanismo, a fábrica ocupa um terreno de 103.100 m² e teve seu programa operacional dividido em dois blocos independentes: um para setor administrativo e o outro para produção e estoque.

Conjunto arquitetônico

O conjunto da Danone - Early Life Nutrition é rodeado por áreas verdes, formando extensos jardins que se integram à estrutura. “No lado direito tem um córrego, que é uma área de preservação de mata ciliar, e no esquerdo, uma vasta vegetação”, conta o arquiteto Luis Capote.

O acesso de um bloco para o outro é feito por passarelas de vidro que não só conectam os espaços, como também os colaboradores com a natureza. Cada rampa leva para um setor diferente: uma liga o térreo com o primeiro andar do administrativo e a outra, a cobertura da administração com o segundo pavimento da produção.

O prédio da administração foi implantado em uma cota mais baixa que o industrial devido à variação topográfica, sendo necessário desnivelar 5 m entre os edifícios. “Desenvolvemos o projeto em dois patamares. No mais elevado, com platô maior, colocamos toda a parte industrial; no patamar inferior, por sua vez, ficaram os setores de laboratório, administração, restaurante e convívio”, explica Roberto Loeb.

Danone - Early Life Nutrition - Para além de um projeto industrial
Formas geométricas caracterizam a fábrica, que teve implantação simplesFoto: Leonardo Finotti

Bloco administrativo

O térreo do bloco administrativo recebeu o refeitório, os vestiários e as salas técnicas, e no primeiro andar ficaram os escritórios e laboratórios de testes. A fachada voltada para o lado oeste recebeu brise-soleils de alumínio para proteção solar, garantindo a melhor vista para o terreno, e conta também com uma forma de expansão na laje da cobertura que pode gerar mais um pavimento no futuro.

“No prédio da administração temos concreto moldado in-loco e estrutura pré-moldada, além de muito vidro com proteção solar”, completa Capote.

Bloco de produção

Ele tem respeito às pessoas no sentido de preservar sua intimidade. Com isso, elas acabam tendo prazer de trabalhar nesse espaço, o que certamente interfere na produtividade e reconhecimento de sua dignidade Roberto Loeb

O edifício da produção da Danone - Early Life Nutrition tem quatro andares e é destinado para o estoque de matérias-primas e para a parte de expedição dos produtos acabados. Assim como na área administrativa, a estrutura projetada para esse bloco pode ser ampliada – quatro vezes mais – e é de concreto pré-moldado com vedações em alvenaria. Seus pilares são pré-moldados, e a cobertura e as vedações são em estrutura metálica.

Climatização

Com formas geométricas, a fábrica foi de implantação simples, dispensando ao máximo equipamentos sofisticados. “Os fechamentos foram feitos com painéis térmicos para proteger o produto e, com isso, o bloco não precisou ser climatizado”, menciona Capote. “Trabalhamos só com ventilação, o que gerou uma grande economia”, complementa.

De acordo com Loeb, a luz natural foi um elemento muito importante para as áreas de escritórios e administrativas da Danone - Early Life Nutrition. Já o projeto de iluminação exterior do conjunto foi desenvolvido para não prejudicar a fauna noturna, daí os faixos de luz estarem voltados para baixo.

O arquiteto conta, ainda, que o projeto está dentro de um conceito que extrapola a visão de indústria. “Ele tem respeito às pessoas no sentido de preservar sua intimidade. Com isso, elas acabam tendo prazer de trabalhar nesse espaço, o que certamente interfere na produtividade e reconhecimento de sua dignidade”, conclui Loeb.

Escritório

LoebCapote Arquitetura e Urbanismo18 projeto(s)

Local: MG, Brasil
Início do projeto: 2014
Conclusão da obra: 2016
Área do terreno: 103.100
Área construída: 10.600

Tipo de obra:
Indústrias
Tipologia:
Industrial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo