> > > Tastemade

Tastemade

Tastemade
A sede da Tastemade no Brasil foi projetada pelo Studio dLux levando em conta o perfil jovem e globalizado da empresa Foto/Imagem:Alessandro Guimarães

Moderna e descolada

O primeiro escritório da Tastemade no Brasil foi projetado pelo Studio dLux, que se inspirou no perfil jovem e descolado da empresa norte-americana – uma rede de vídeos criada para a geração móvel e alimentada por entusiastas da gastronomia e do turismo, os Tastemakers.

A unidade brasileira está instalada no bairro da Vila Madalena, em São Paulo, num edifício de três pavimentos que totaliza 800 m² de área construída. Nesse espaço foram construídas duas cozinhas cenográficas – onde os vídeos são produzidos –, um bar, os escritórios da empresa e um café aberto ao público.

Ambiente de criação

As gravações da Tastemade acontecem no térreo, em um grande salão que abriga as duas cozinhas cenográficas e uma cozinha industrial, na qual os alimentos são preparados.

As cozinhas cenográficas possuem estilos diferentes. Uma delas é moderna e tem inspiração no estilo escandinavo. Sua tonalidade é mais fria, com armários em tons de azul e bancadas brancas. Já a outra é rústica e tem um conceito mais simples e rudimentar, que explora bastante materiais mais naturais, como a madeira. O revestimento da parede é feito com porcelanato de peças hexagonais e ripas de madeira formando um padrão assimétrico.

Tastemade - Moderna e descolada<BR>
Com grafismos geométricos nas paredes, o escritório tem um projeto de interiores bastante descolado Foto: Alessandro Guimarães

Um grande painel ripado de madeira – que compõe uma das paredes e o teto – chama atenção logo na entrada. No primeiro pavimento está o escritório, que traz um estilo mais descolado com as paredes cobertas de grafismos geométricos.

“A madeira é usada por todo o escritório, nas mesas de trabalho, cadeiras e armários. Os acabamentos dos tampos das mesas foram feitos em fórmica na cor preta. Também instalamos canaletas centrais para esconder os fios, além de um suporte que pode armazenar vasinhos de plantas e outros objetos”, explica o arquiteto Denis Fuzii.

A empresa também conta com salas de reunião e com um espaço para descontração, no qual foi colocada uma mesa de pebolim feita de madeira pinus.

Para o mobiliário e mesas de trabalho, o escritório usou fabricação digital. Eles enviaram arquivos digitais para uma marcenaria que já tem esse tipo de tecnologia. A empresa cortou, fez o acabamento e entregou no projeto.

Cores, formas geométricas e iluminação

Um dos destaques do projeto de interiores é a combinação da marcenaria com a presença marcante da cor azul. Já no andar do escritório e salas de reunião o que se sobressai é o cimento queimado do piso, que compõe perfeitamente com o grafismo geométrico das paredes.

Em vez de forro de gesso, o local foi feito com forro de madeira, que funciona como um rebatedor de som, melhorando a acústica das estações de trabalho.

A iluminação do escritório, por fim, foi feita através de eletrocalha onde foram instalados pendentes do tipo spot.

Escritório

Studio dLux6 projeto(s)

Local: SP,Brasil
Conclusão da obra: 2016
Área do terreno: 520
Área construída: 800

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo