> > > Idea!Zarvos

Idea!Zarvos

Idea!Zarvos
SuperLimão Studio cria ambiente corporativo descontraído e caseiro para abrigar a sede da incorporadora Idea!Zarvos, em São Paulo Foto/Imagem:Bruno Contin

Casa ou escritório?

A Idea!Zarvos começou sua trajetória na incorporação imobiliária com o mesmo estilo de trabalho de seus sócios Otavio Zarvos e Felipe Carvalho: de maneira pouco convencional e fora dos padrões. Para transportar essa essência para a arquitetura de sua nova sede, convidaram o time de cabeças criativas do SuperLimão Studio, formado pelos arquitetos Thiago Rodrigues, Lula Gouveia, Sérgio Cabral e Antonio Carlos Figueira de Mello.

Os imóveis desenvolvidos e comercializados pela incorporadora materializam os valores que seus fundadores vivem e idealizam. Em outras palavras, são apartamentos onde eles morariam e escritórios onde trabalhariam. A ideia era que fosse a casa deles. Eles queriam que o local tivesse uma referência residencial Thiago RodriguesPara eles, o ambiente corporativo precisaria ser descontraído, convidativo e caseiro, a fim de estimular a criatividade de seus colaboradores. “A ideia era que fosse a casa deles. Eles queriam que o local tivesse uma referência residencial”, conta o arquiteto Thiago Rodrigues.

Programa corporativo

Para abrigar o novo espaço de trabalho de seus funcionários, a empresa escolheu o Edifício Corujas, que fica no boêmio bairro da Vila Madalena, em São Paulo (SP). Este prédio, cujo projeto arquitetônico foi desenvolvido pela equipe do FGMF Arquitetos, é um empreendimento da própria Idea!Zarvos.

O conjunto de 280 m² se distribui em dois níveis: o de acesso, pelo térreo; e o inferior, voltado para o jardim externo. Na entrada do pavimento térreo, destaca-se a marcenaria cujo design dialoga com a arquitetura autoral dos empreendimentos da incorporadora. O espaço é composto, ainda, por uma sequência de maquetes de projetos já realizados pela empresa, com cores e volumetria valorizadas pela iluminação focal. “Queríamos criar uma galeria na entrada que tivesse os produtos deles em exposição. Uma coisa meio museológica mesmo”, expõe Rodrigues.

Todos os espaços foram projetados para garantir o conforto dos colaboradores. A proposta é que eles se sintam em casa e estejam livres para criarFoto: Bruno Contin

“Logo nessa entrada criamos também uma salinha de apoio para reunião rápida para o pessoal receber os fornecedores. É para um encontro mais informal”, afirma o arquiteto.

A estante colorida separa o hall de entrada e a área onde fica a maioria dos colaboradores da empresa, na área central do escritório. Do lado oposto, uma divisória de vidro também separa esse espaço do setor dos gestores e da diretoria, que conta ainda com uma sala de reunião mais recuada. A aposta na transparência do material proporcionou maior integração entre as equipes e valorizou a vista para o Parque das Corujas.

Voltando ao hall de entrada do escritório, encontra-se uma escada que dá acesso ao pavimento inferior, espaço que abriga uma área de estar com uma cozinha de apoio, que também têm vista para o jardim e o terraço coberto. Fizemos uma marmita de obra colorida. Cada posto de trabalho tem uma marmitinha dessa para colocar os lápis e as canetas Thiago Rodrigues Esses ambientes internos também são separados – e ao mesmo tempo integrados – por uma divisória de vidro retrátil. “Bem ao lado também há uma sala de reunião, com infraestrutura para projeções e apresentações e isolamento acústico um pouco melhor. O acesso é feito por fora, pelo terraço coberto”, revela Rodrigues.

Revestimentos

O projeto especificou piso de madeira para as áreas internas. Como o material não apresenta um desempenho acústico tão bom quanto o revestimento têxtil, os arquitetos adotaram outras soluções nos forros da área do staff, onde há maior concentração de ruídos.

O pé-direito no ambiente não era muito alto. Por isso, adotou-se uma estrutura compacta de iluminação combinada com forros especiais, que deixava a estrutura da laje parcialmente aparente. “Criamos um gride perfilado e intercalamos a iluminação com algumas espumas acústicas”, explica o arquiteto. Essa infraestrutura segue até o quadro de energia e painel de comando, onde ficam os interruptores que acendem e apagam todo o conjunto.

Segundo Rodrigues, os tapetes também contribuem para a eficiência acústica nas salas de reunião. “Criamos alguns tapetes brincando com cores. São módulos de carpete em placa em diversas tonalidades; cada sala tem uma composição diferente de cor. Eles são quadriculados, bem coloridos e ajudam bastante no aspecto acústico”, frisa.

Identidade arrojada

A identidade visual do escritório adotou um tom lúdico e arrojado, pensado em conjunto pelas equipes do SuperLimão Studio e da Idea!Zarvos. “Temos duas grandes paredes que fazem divisas com os escritórios vizinhos. Em uma delas, temos todas as maquetes; na outra, chamamos o pessoal do Nitsche Arquitetos, que fez uma intervenção com adesivos que imitam um papel amassado. No lavabo, temas listras amarelas e pretas”, conta o arquiteto.

Idea!Zarvos - Casa ou escritório?
A equipe do escritório Nitsche Arquitetos foi responsável pela criação de um adesivo decorativo que imita papel amassado, aplicado em toda a extensão da parede do setor da gerênciaFoto: Bruno Contin

Além disso, o lavabo também recebeu uma cuba de concreto com uma torneirinha bem simples. A sala de reunião ao fundo do hall de entrada tem uma divisória metálica composta por uma malha travada com escoramento de obra. “A escora trava só com pressão. É uma arquitetura sem grandes intervenções. Não quisemos sumir com nada ou furar”, explica o arquiteto.

Rodrigues revela, ainda, que um dos desejos dos sócios da incorporadora era o de padronizar as mesas e os porta-lápis. “Fizemos uma marmita de obra colorida. Cada posto de trabalho tem uma marmitinha dessa para colocar os lápis e as canetas”, complementa.

Iluminação criativa

As luminárias de ímã usadas no projeto foram outra proposta inovadora para a decoração do escritório. “Elas são usadas em maquinaria pesada. Então, elas grudam como ímã na máquina e são direcionáveis”, conta.

Na área externa, um poste de iluminação pública foi instalado próximo à mesa no meio do gramado.

“Tínhamos, também, o desafio de esconder os equipamentos de ar-condicionado fixados no muro de fundo do jardim. Pintamos tudo de preto e colocamos umas birutas [nas saídas de ventilação]. Quando eles estão ligados, elas se movimentam e fica bem divertido”, conclui o arquiteto.

Escritório

SuperLimão Studio13 projeto(s)

Local: SP, Brasil
Conclusão da obra: 2014
Área construída: 280

Tipologia:
Corporativo

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow Desenhos e plantas

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo