> > > Corredores e caminhos

REFERÊNCIAS /

Corredores e caminhos

O corredor é uma parte da construção muitas vezes negligenciada nos projetos arquitetônicos. Mas isso não deveria ocorrer, pois esses espaços desempenham a função de ligar ambientes e cômodos, necessitando que alguns quesitos sejam respeitados, como a largura mínima disponível.

Para que a circulação de pessoas e o transporte de malas e móveis (em caso de mudança, por exemplo) ocorram de modo confortável, é recomendado que os corredores tenham, no mínimo, de 90 cm a 1 m de largura. Menos que isso, a passagem ficará muito apertada. Espelhos nas paredes dão profundidade ao espaço e o fazem parecer mais amplo.

Já o comprimento influencia na iluminação (quanto maior, mais escuro), e na questão estética. Assim, o ideal seria um corredor com até 5 m.

Passagem iluminada

A iluminação do corredor deve ser bem planejada, especialmente se ele for longo. As opções são muitas: pendentes, spots com lâmpadas dicroicas embutidas no rasgo do forro de gesso rebaixado; refletores direcionados para quadros ou fotos; arandelas de alumínio; LED embutido em sanca; trilho eletrificado com lâmpadas de PAR20; fita de LED em RGB. Para locais onde as lâmpadas ficam acesas por muito tempo, como em lojas, o modelo fluorescente T5 – econômico e com vida útil longa – e as fitas de LED são ótimas opções.

Para aproveitar a iluminação natural, pode-se substituir uma das paredes do corredor por vidro. A outra pode ser de madeira, pedra, tijolinho à vista ou revestida de papel de parede. Ou, se a passagem ficar no andar superior de um sobrado, por exemplo, um dos lados pode ter um guarda-corpo metálico, de vidro ou madeira.

Decoração

A decoração é um item importante, principalmente em corredores longos, pois dá vida ao ambiente e quebra a monotonia. Se você vai percorrer um caminho de 10 m, por exemplo, o percurso se torna muito mais agradável se houver o que apreciar. É aí que entram os diferentes materiais, as cores, as texturas, os quadros, as fotos, os enfeites e as passadeiras.

Quem gosta de enfeites, pode instalar nichos nas paredes. Estes devem ficar a cerca de 2,10 m do chão se o corredor tiver 90 cm de largura. Quadros e fotos devem ser fixados na linha do olhar (entre 1,20 m e 1,40 do piso). A quantidade de obras fica a critério do cliente e, claro, do espaço disponível, mas para não poluir o ambiente, o ideal é destinar 1/3 da parede (apenas uma delas) para artigos decorativos.

Alguns recursos como texturas, blocos sobrepostos e formas geométricas dão movimento ao corredor e o deixam mais atraente. Nos espaços longos, a parede pode receber várias cores, como no moderno projeto arquitetônico da sede da HBO, em São Paulo.

Quando largos, eles podem se tornar mais funcionais com uma estante para livros ou armários embutidos. A estante pode até substituir uma das paredes, promovendo maior integração entre ambientes. Ou então, abolir as paredes e transformar o espaço numa passarela, como neste projeto da empresa Hypermarcas.

Do lado de fora

Corredores externos combinam com madeira, pedras e plantas e podem ser cobertos ou descobertos. Assim como os internos, eles não devem ter menos de 1 m de largura – principalmente se houver portas e janelas –, para que possam passar por eles, além de pessoas, bicicletas, motos etc.

Como, geralmente, o corredor externo de residências fica na lateral do terreno, é preciso respeitar o recuo – distância da parede ao muro – determinado pelo Código de Obras e Edificações (COE) da cidade, que costuma ser de 1,50 m (condomínios fechados têm, cada qual, a sua regra).

Cozinhas estreitas

Em apartamentos pequenos, para valorizar as áreas sociais, a cozinha acaba sendo projetada no formato de um corredor. Cozinhas-corredor devem ter, pelo menos, 1 m de largura para que o forno possa ser aberto e para que duas pessoas ocupem o espaço simultaneamente com conforto. Para arejar o ambiente, a parede pode ser derrubada, de forma que a cozinha fique integrada à sala.

Uma forma de organizar esse tipo de cozinha é colocar a geladeira, o fogão e a pia de um lado e os armários e uma bancada (que substitui a mesa e pode ser encaixada no armário) do outro. Neste projeto do Apartamento 81, o painel colorido deixou a cozinha-corredor descolada e original.

Veja também: referências de passarelas e halls de entrada

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo