> > > Coberturas planas e inclinadas

REFERÊNCIAS /

Coberturas planas e inclinadas

O telhado é parte fundamental de uma edificação. Além de interferir na estética do projeto arquitetônico, ele cumpre a função de proteger a construção de intempéries e pode, ainda, melhorar o conforto termoacústico da parte interna. Assim, um bom sistema de impermeabilização se faz necessário, a fim de impedir a passagem da água da chuva para o interior.

A cobertura plana tem inclinações e declividade iguais e pode ter pé-direito alto, baixo ou misto. A cobertura pode ser composta de madeira, concreto aparente ou telhas metálicas e pode ser sustentada por sistemas de apoio de madeira, metal ou concreto armado.

As armações estruturais desse tipo de cobertura também podem ser feitas de madeira, por meio de um sistema de vigas e arcos treliçados de madeira maciça; de vigas e arcos treliçados de madeira colada; de treliças tipo “tesoura”; e tipo “cavalete”. Caso seja de metal, pode ser sustentada por meio de um sistema de vigas e arcos treliçados ou de estruturas especiais. Já no caso da cobertura de concreto armado, adotam-se o sistema de vigas pré-moldadas, o sistema de pórticos e o sistema de estruturas especiais integradas).

Na hora de especificar, é preciso levar em conta os prós e contras de cada sistema, avaliando o custo, a aparência, a durabilidade, propriedades como isolamento térmico e estanqueidade. É preciso avaliar, ainda, se a manutenção é fácil e se a cobertura plana é resistente a passos humanos (no momento da limpeza, por exemplo). Além disso, a função do projeto, o seu tamanho, a sua localização, a sua posição em relação ao sol e ao vento e o vão de sustentação, entre outros fatores, precisam ser considerados.

No projeto da Casa Botucatu, na cidade de mesmo nome, no interior de São Paulo, a cobertura plana define o projeto. Uma laje plana envolve toda a casa na cobertura de concreto aparente, que é suportada por uma fileira de pilares periféricos. Os arquitetos responsáveis pelo projeto definiram a posição da cobertura após estudarem a orientação solar. O resultado é uma cobertura que, no verão, sombreia a residência e cria uma varanda ligada à área de lazer, onde fica a piscina. No inverno, o sol, mais baixo, esquenta as partes ocupadas da edificação.

Cobertura para casas de praia

Em regiões litorâneas, os cuidados com a cobertura devem ser redobrados, já que a maresia é considerada uma grande vilã para as edificações, podendo oxidar alguns materiais. Assim, tratamentos como o verniz acrílico sobre telhas de concreto são recomendados. Para coberturas planas, as telhas de fibrocimento sem amianto, assim como o telhado verde, são alternativas que proporcionam conforto térmico.

Veja também referências de coberturas curvas

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo