> > > Cozinhas

REFERÊNCIAS /

Cozinhas

Cada vez mais, as cozinhas assumem um papel de protagonismo nas residências. Muito além de uma simples divisão da casa onde se preparam refeições, o ambiente é um espaço ideal para receber amigos e familiares, conversar, apreciar os prazeres da mesa e brindar bons momentos.

Em vista disso, a arquitetura tem possibilitado a criação de cozinhas cada vez mais funcionais e acolhedoras, que podem ou não estar integradas com outros ambientes da casa. Veja fotos em nosso acervo e se inspire!

Em projetos residenciais são considerados dois fatores: espaço disponível e estilo de vida dos moradores. Quem segue o padrão tradicional costuma preferir ambientes mais reservados, com saletas de almoço ou de jantar a ele conectadas. As cozinhas americanas, contudo, vêm ganhando cada vez mais espaço, priorizando a integração com salas, varandas e espaços gourmets.

A organização do ambiente também ganha relevância, tanto pela questão da funcionalidade quanto da estética. Com isso, surge uma diversidade de soluções de layouts, revestimentos e até eletrodomésticos para compor o décor.

Layout

O espaço disponível e a disposição dos elementos – como bancada, pia e eletrodomésticos – determinam o layout de uma cozinha, que pode ser linear, paralela, com formato em “U”, formato em "L" e com ilha.

Formato em L

Como o próprio nome já diz, tem desenho na forma de um L, o que é bastante funcional. Ocupa o espaço de duas paredes com modulação contínua de armários e estabelece uma área livre para que a mesa possa ser colocada. Pode se adequar tanto em espaços grandes ou pequenos. Geralmente, recebe pia e geladeira em uma mesma parede.

As cozinhas em L mais modernas aceitam fogão cooktop para a otimização da bancada ou, então, o uso de balcão, ampliando os espaços de circulação. Permitem, também, a inserção de armários suspensos e eletrodomésticos embutidos.

Ilha

Tendência em projetos contemporâneos, este modelo de cozinha recebe uma bancada que fica localizada no centro do cômodo. Ao mesmo tempo que é muito conveniente – pois possibilita a realização de tarefas e refeições rápidas, e acomoda o cooktop – este elemento requer um espaço mais amplo, para que a circulação ao redor não fique prejudicada.

Cozinhas industriais

Muito mais complexas do que as residenciais, as cozinhas projetadas para atender restaurantes, lanchonetes, hotéis, hospitais e empresas são implantadas de modo a permitir o preparo de refeições com higiene, rapidez e funcionalidade.

O layout deve permitir pontos estratégicos para acesso e movimentação, sem que haja aglomeração de muitas pessoas em um mesmo local.

As cozinhas industriais devem receber piso antiderrapante, espaço para armazenagem de materiais de limpeza (distante de alimentos), lâmpadas protegidas com globo e equipamentos especializados.

É preciso, ainda, respeitar às exigências da vigilância sanitária, como as normas da Anvisa (Resolução-RDC ANVISA nº 216/04), que estabelecem as práticas de higiene, segurança, manipulação e exposição dos alimentos.

REVESTIMENTOS

Na hora de escolher os revestimentos da cozinha, recomenda-se o uso de materiais que possam facilitar a limpeza e evitar a impregnação da sujeira causada pelo contato de alimentos, óleo e gordura.

Pisos

A cerâmica é uma solução bastante utilizada por ter preço competitivo e boa durabilidade. O porcelanato é outro elemento adequado, já que não descola com a umidade nem deixa a sujeira impregnada no rejunte (especialmente o modelo retificado, que possui borda reta). Os mármores e granitos também são boas opções, pois valorizam a estética da cozinha e têm fácil limpeza.

Deve-se evitar pisos porosos, pois dificultam a conservação, além dos modelos emborrachados – embora sejam antiderrapantes, acústicos e com grande absorção de impactos, podem se soltar facilmente quando em contato com a água. A madeira também não é recomendada, já que é um material que exige manutenção específica.

Bancadas

É possível encontrar as bancadas em diferentes alturas, modelos e materiais. Os elementos que mais se destacam são: - Granito: por sua durabilidade, resistência e facilidade de limpeza - Aço inoxidável: tem propriedades superiores ao aço comum e alta resistência à oxidação, além de ser durável e higiênico - Azulejo: um recurso mais econômico e que garante uniformidade visual, permitindo até mesmo um estilo vintage.

Há, também, as peças em acrílico, corian, nanoglass, madeira, concreto, epóxi e até mesmo pastilhas.

Paredes

Existem várias opções que podem ser utilizadas como revestimento de parede nas cozinhas. As mais usuais são cerâmica, pastilhas de vidro e pedras, pois se comportam melhor em ambientes úmidos, são fáceis de manter e se integram com o resto do ambiente (possuem diferentes cores e estampas). A pintura com tinta à base de epóxi também pode ser empregada, já que cria uma película contra a penetração e escorrimento da água pela superfície.

Para projetos mais arrojados, há papéis de parede revestidos com resina acrílica e PVC, que conservam por mais tempo o material mesmo com as condições do ambiente.

Leia também: Qual a bancada ideal para a sua cozinha?. E mais: Coifas – saiba especificar

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo