> > > Restaurante Mes Amis

Restaurante Mes Amis

Restaurante Mes Amis
Com estrutura inovadora e décor único, restaurante desperta sensações diferenciadas nos clientes Foto/Imagem:Jomar Bragança

Para aguçar os sentidos

Projetado para oferecer aos clientes o melhor da culinária francesa em um ambiente sofisticado e acolhedor, o Mes Amis ocupa uma antiga residência de Belo Horizonte, Minas Gerais, construída na década de 1940. Antes totalmente descaracterizada devido a inúmeras reformas, a residência ganhou fluxos mais organizados e direcionados. “Separamos os acessos e conseguimos aproveitar melhor o passeio da entrada principal. Mesas ocupam a calçada, oferecendo lugares ao ar livre”, explicam os arquitetos responsáveis pelo projeto, João Carlos Moreira Filho e Maria Thereza Terence.

O estabelecimento se sobressai pela nova cobertura inclinada e pelos grandes panos de vidro que ligam o interior ao exterior. A visão oferecida de dentro para fora, ressaltada pela composição da casa cheia de aberturas e disposta na esquina, oferece um jogo de luzes e textura. “O programa pôde ser articulado na divisa do terreno, criando um ‘L’ que envolve o salão principal. Todo o projeto foi pensado para despertar sensações: leve e pesado, claro e escuro, velho e novo, transparências, cores, texturas, luz e sombra”, revelam.

Distribuição de espaços

Uma boa parte do pavimento precisou ser escavada para viabilizar o bar e a adega no térreo. Além disso, o rebaixamento do piso possibilitou a ampliação do espaço com um pé-direito maior. “As modificações permitiram a instalação de um monta carga para ligar os três pavimentos. A escada com piso de madeira cumaru e estrutura metálica pintada na cor amarela conecta o bar do primeiro pavimento ao salão principal”, revelam os profissionais.

O grande salão abriga o restaurante no segundo pavimento e é integrado à varanda. Para isso, as paredes internas foram derrubadas. “Substituímos as divisórias por vigas e pilares metálicos, que ficam expostos. Também demolimos o parapeito da varanda e fechamos com estrutura metálica e panos de vidro”, explicam. Os arquitetos destacam a cobertura inclinada do estabelecimento como o detalhe mais impactante do projeto. “Ela é o elemento dinâmico da fachada, dando cor e movimento”, complementam. O terceiro pavimento abriga cozinha, escritório e serviços.

Décor único e outras soluções

A cobertura inclinada possui forro na cor cereja e plotagem de árvores. Isso causa um efeito único, pois ela invade o passeio. Os vidros de fechamento também se destacam pela plotagem de folhas, que parecem estar caindo. “Os acabamentos escolhidos dialogam e enriquecem a percepção desses detalhes. Além disso, a iluminação fortalece essas sensações, criando um clima intimista. Foram utilizadas sancas fluorescentes em tom amarelado, além de dicroicas pontuais”, salientam os arquitetos.

Os materiais predominantes são madeira certificada – derivada de manejo sustentável –, aço e vidro. Outras soluções interessantes foram aplicadas visando à economia e eficiência, como tinta à base de terra, placas solares para aquecer a água e películas de proteção solar nos vidros.

Escritório

João Carlos Moreira Filho & Maria Thereza Terence4 projeto(s)

Local: MG, Brasil
Início do projeto: 2011
Conclusão da obra: 2011
Área do terreno: 195
Área construída: 390

Tipologia:
Comercial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

Slideshow

Ficha Técnica

Exibir mais itens

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo