> > > Muros

REFERÊNCIAS /

Muros

A insegurança das grandes cidades transformou o muro em item essencial para a proteção de empreendimentos residenciais, comerciais ou corporativos. Quanto mais perigoso ou movimentado for um local, mais altos costumam ser os muros. Mas há um limite: em São Paulo, por exemplo, esse tipo de estrutura pode ter no máximo 4 m de altura. Para que não se torne uma simples barreira, os arquitetos trabalham para deixá-lo esteticamente mais atraente. Daí a importância da matéria-prima e do acabamento.

O muro de pedra, bastante comum, dá a sensação de fortaleza. Outros materiais comumente empregados por transmitirem a sensação de segurança são blocos de concreto, alambrado com arame farpado, ferro, tijolos à vista e alvenaria revestida com pastilhas cerâmicas ou pintada.

No caso do ferro, para evitar que não enferruje ou oxide, é necessário raspá-lo, passar um fundo de proteção contra ferrugem e pintá-lo.

Atualmente, a transparência também é uma forte tendência, sobretudo em projetos comerciais, pois integra as áreas interna e externa. O muro transparente pode ser feito com grades de ferro e de alumínio com vidro, entre outras combinações de materiais. O vidro mais indicado é o temperado, que, por ser mais espesso, é mais resistente. Contudo, é também mais caro e exige manutenção periódica para que se mantenha limpo e bonito.

Leia matéria sobre muros.

Muros verdes

Outra solução que tem sido cada vez mais usada é a feita com vegetação. O chamado muro verde ou muro vivo é, na verdade, um jardim vertical. Trata-se de uma opção sustentável para as cidades grandes, onde, geralmente, há poucas áreas verdes. Esse tipo de muro, além de embelezar a cidade, diminui em até 30% a poluição atmosférica, pois retém a poeira e a fuligem.

O muro verde pode ser composto de trepadeiras, mas há uma opção mais eficiente quanto ao desempenho térmico: uma base dura que suporta placas onde as espécies vegetais são plantadas. Essas placas são fixadas na parede com guias metálicas que contêm dutos de irrigação por gotejamento. Esses dutos são muito importantes, pois os jardins verticais costumam secar mais rapidamente.

Por ser leve, o revestimento vegetal não costuma causar danos à estrutura. Mas especialistas recomendam que um engenheiro civil com especialização em estruturas seja consultado para garantir a segurança. No que diz respeito à escolha das plantas, é interessante estudar o local de aplicação a fim de encontrar a espécie ideal, que resista ao vento, ao sol, à chuva e a mudanças climáticas em geral.

Leia matéria completa sobre muros verdes.

Mantenha-se atualizado! Receba
gratuitamente os Boletins e Informativos
da Galeria da Arquitetura

E-mail cadastrado com sucesso!

Você ficará informado sobre tudo que acontece
no mundo da Arquitetura. Aproveite!

novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo